Em Prosa e Verso Nonoi escreve em Homenagem ao Correio do Sertão. Batendo o Martelo!

BATENDO O MARTELO
Por Noedson Valois

Quando um dia um sapateiro
sob a luz de um candeeiro
com sua pena escrevia…
Que pena! nenhuma fotografia!
Nenhuma codaque havia!
Nada para registrar!
Mas, quem sabe,
valeria a pena registrar?
Aqueles ideais loucos,
compreendidos por poucos…
inventar e escrever um jornal?
Poucos ali comungavam
aquele seu ideal.
O que o sapateiro noticiaria?
Que havia consertado os sapatos de Maria?
Que o burro de Raimundo sumiu?
Que morreu Celestino ou Marcolino?
Que nasceu mais uma menina ou um menino?
O sapateiro, decidido,
sem aos rumores dar ouvidos,
bateu o martelo então.
Foi firme em seu intento.
E o retrato do momento,
é o Correio do Sertão.

HOMENAGEM AO NOSSO JORNAL CORREIO DO SERTÃO, QUE HOJE COMPLETA 105 ANOS.

Deixe um comentário