Posto de Vigília 231: Mais Visões do Nosso Futuro! Por Alonso Valdi Regis

MAIS  VISÕES  DO  NOSSO  FUTURO  PRÓXIMO – Por dois mil anos se discutiu sobre o Apocalipse, havendo inúmeras versões tentando  explicar os herméticos e misteriosos textos desse livro profético, mas essas tentativas de explicação não cabem mais no  contexto cultural de hoje, mesmo num viés espiritualista. Sabemos que os fatos que se desenrolam no Universo tendem a se fundirem num mesmo padrão ao encontro da máxima ubaldiana (de Pietro Ubaldi (1886 – 1972), filósofo cristão italiano, autor da obra clássica A GRANDE SÍNTESE), que defende a tese de uma Religião científica e uma Ciência religiosa. Isso nos traz elementos para entendermos melhor os fatos que sobrevirão ao mundo e à sua humanidade, segundo os hermeneutas modernos que interpretam o Apocalipse no seu sentido histórico de Revelação (e não Destruição ou fim do mundo). Estabelecido esse principio, vamos analisar um segundo ponto. Sabemos que, de acordo com a Teosofia (textos desenvolvidos na Doutrina Secreta por H.P.Blavatsky, de antiga e mística tradição) e na  qual somos, hoje, a quinta Grande Raça planetária, tendo nos precedido as raças Astral, Hiperbórea, Lemúria e Atlântida e estamos agora entrando na transição para a sexta sub-raça ainda da atual raça Ariana (cada grande Raça contém sete sub-raças). Esse mecanismo de Raças e sub-raças acontece por uma razão muito natural – é que em cada ciclo ou subciclo de evolução, apenas uma parte da humanidade se eleva, enquanto a outra parte estagna ou até decai e isso impõe a tal “separação do joio e do trigo” da qual falou Jesus. Nesses casos, a parte que não ganhou o mérito de permanecer na Terra, é “exilada” para mundos compatíveis com seu grau de evolução, o que gerou a histórica e conhecida narração dos Exilados de Capela (grupo que aqui chegou oriundo da estrela Capela, distante 42 anos-luz e visível a olho nu nas noites estreladas (há ótimos textos no Youtube contando essa história que novamente acontecerá, dessa vez saindo da Terra para um mundo exterior). E aproveito a ocasião para informar que para compensar esses degredados, virão à Terra milhares, quiçá milhões de Seres hoje chamados “crianças índigo” (de aura azul) e que admiram pelo seu precoce conhecimento e hábitos avançados. E para encerrar esse artigo de hoje, já adianto que um dos mais importantes fatos a acontecer em breve, será a chegada em nosso planeta, de raças espaciais, de alta evolução, fato já bastante comentado nas fontes alternativas que preconizam esse Contato.  (continua)

          Alonso Valdi Regis

          Morro do Chapéu (BA) 31.março.2022

           alonsovregis@gmail.com e 74-988260524

Deixe um comentário