Anvisa termina análise de dados da vacina de Oxford!

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) finalizou nesta 6ª feira (1.jan.2021) a análise de documentos e dados apresentados pela farmacêutica britânica AstraZeneca sobre a vacina contra o covid-19. A análise das fases 1, 2 e 3 foram concluídas, além da avaliação de qualidade.

O imunizante é produzido em parceria com a Universidade de Oxford. A Anvisa afirmou que a empresa ainda pode apresentar mais documentos, se achar necessário.

A presidente da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), Nísia Trindade, disse em 30 de dezembro que o registro da vacina já está sendo submetido, com previsão de entrega final de documentos até o dia 15 de janeiro.

O mapa das vacinas divulgado pela Anvisa© reprodução: Anvisa O mapa das vacinas divulgado pela Anvisa

A Fiocruz espera a entrega da 1ª leva das vacinas ao Ministério da Saúde a partir de 8 de fevereiro, de acordo com Nísia. O PNI (Programa Nacional de Imunização) receberá 1 milhão de doses de 8 a 12 de fevereiro e mais 1 milhão na semana seguinte.

A VACINA

A vacina da AstraZeneca/Oxford tem eficácia que varia de 62% a 90%, dependendo da dosagem aplicada. O estudo preliminar que indicou eficácia de 90% enfrenta críticas da comunidade acadêmica.

O percentual foi atingido em voluntários que receberam meia dose da substância em uma das aplicações –o que não era a intenção inicial dos pesquisadores. O presidente-executivo da farmacêutica, Pascal Soriot, declarou que a vacina deve passar por novo teste global.

Deixe uma resposta