Para uma boa leitura Dr. Marcio Leite escreve: O que é a Felicidade?

Todos falam em felicidade. Felicidade pra lá, felicidade pra cá. Fórmulas de felicidade são vendidas, prometidas; há manuais de autoajuda que se tornaram mapas para encontrar um cadinho que seja dessa poção mágica. Hoje é uma questão de honra encontrar a felicidade, partilhá-la com os amigos. Como ninguém sabe exatamente o que ela é, confundem-na com dinheiro, lancha e casa de praia. Trocam-na por status. É necessário demonstrar que somos (não estamos) felizes. A revista Caras é o exemplo típico da felicidade estampada. Celebridades tiram fotos sorrindo e vendem essa ideia, não importa se na semana seguinte há notícia de suicídio entre elas (claro, isso jamais sairá na revista). Todos querem um sorriso global, branqueado, reluzente. Vivemos num mundo tosco onde temos vergonha de ser o que somos e dizer onde estamos. Na merda, por exemplo. É, às vezes a merda é um bom lugar para se passar a chuva. Para se aprender algo, inclusive sobre a tal felicidade, seja lá o que ela for. A verdade é que a felicidade tornou-se um destino turístico paradisíaco. As agências de viagem, as joalherias e as casas lotéricas ficam repletas de candidatos à felicidade. Virou um jogo de aparências, cirurgias plásticas e purpurina na casca. Como se felicidade tivesse algo a ver com o lado de fora; com dinheiro ou profissão. Esses são fatores coadjuvantes. O primordial, amigo(a), é que felicidade não se vende nem se compra. Felicidade, poucos o sabem, tá lá no fundo, bem no fundo. É preciso paz e equilíbrio para encontrá-la. Ah… silêncio também. O resto é cortina de fumaça.
Marcio Leite

Deixe uma resposta