Pau no lombo do povo: Petrobrás reajusta gás de cozinha, gasolina e diesel de uma só vez!

Segundo a empresa, o reajuste é consequência do aumento do valor do barril de petróleo no mercado internacional. Nas bombas e nos revendedores, o aumento ao consumidor ainda depende de fatores como impostos, estoque e margens de lucro das distribuidoras.

O último reajuste foi no dia 23 de julho de também 6% em média nas refinarias. Os preços do GLP flutuam acompanhando o petróleo do tipo Brent com as tarifas do gás natural, com demanda da indústria petroquímica, demanda de GLP, especialmente para calefação no inverno do Hemisfério Norte.

No início do ano, quando os preços do petróleo e dos principais combustíveis estavam em queda , a Petrobras chegou a realizar cinco reduções em suas refinarias até março.

De acordo com fontes técnicas, com esse novo reajuste, a redução acumulada no ano nos praticamente desapareceu, ficando em torno de 0,7%. Desde novembro do ano passado a Petrobras igualou os preços de GLP para os segmentos residencial e industrial/comercial vendidos pela estatal.

As distribuidoras é que envasilham o GLP nos botijões de 13 quilos usados nas residências, como também nos demais recipientes maiores para consumo industrial e comercial.

Deixe uma resposta