Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Morro do Chapéu promove Feira da Agricultura Familiar e Solidária em comunidade quilombola!

Rede que Articula, Rede que mobiliza!

É com esse sentimento de movimentação que o STTR de Morro do Chapéu constrói coletivamente a Feira da Agricultura Familiar e Solidária.

Essa iniciativa surgiu a partir de um encontro virtual da Rede de Educadores e Educadoras da Escola Nacional de Formação da Contag – ENFOC.

Nesse momento de Pandemia do Covid-19, em meio ao isolamento social, precisamos nos reinventar, buscar novas alternativas para diminuir o impacto no Movimento Sindical e na vida das pessoas do Campo.

Considerando que uma de nossas dificuldades é o escoamento da produção da Agricultura Familiar, o que tem gerado a diminuição da renda e a perda da produção, impactando negativamente na vida financeira e na saúde mental das pessoas, pensamos em uma forma segura de comercializar nossos produtos, garantindo a comercialização, sem com isso colocar em risco a saúde de nossos povos.

Sabendo das limitações de nossas feiras livres, estamos buscando uma alternativa, juntando sindicato e comunidade, que pode beneficiar mais de 500 famílias.

A iniciativa articula o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Morro do Chapéu, agricultores e agricultoras das Associações Comunitárias de Irrigantes, unindo três Associações Comunitárias, quatro comunidades quilombolas, um assentamento de Reforma Agrária e uma Associação de Irrigantes.

O objetivo é garantir a segurança alimentar, valorizar a produção de alimentos saudáveis, agregar valor aos produtos da agricultura familiar, incentivar a produção e consumo de produtos da região e despertar para a prática de troca de sementes e produtos entre agricultores e consumidores.

Essa ação vai beneficiar direta e indiretamente cerca de 500 famílias da Região de Ouricuri.

A Realização da Feira será de forma permanente, no Quilombo de Ouricuri II para a venda e troca de produtos da agricultura Familiar e da Economia Solidária.

Esse projeto foi idealizado por um educador Popular da ENFOC e a expectativa é que na feira sejam comercializados aves, ovos, carnes de bovinos, suínos, ovinos, frutas, verduras, olerícolas, biscoitos e artesanatos. Tudo produzido por Agricultores e Agricultoras familiares.

A ação conta com a parceria dos deputados Daniel Almeida (Federal) e Fabrício Falcão (Estadual) do PCdoB. Todos os feirantes incluídos no projeto receberam BARRACAS PADRONIZADAS da CAR (Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional). A adoção de todas as medidas proteção, como o distanciamento, não permitir aglomerações, uso de mascarás e disponibilização de álcool em gel garantirá a segurança dos consumidores e dos produtores.

 

Deixe uma resposta