Bahia registra 246 casos de Covid-19

Situação Epidemiológica Atual Considerando o cenário mundial do novo coronavírus (COVID-19), cuja transmissão teve início na China em 31 de dezembro de 2019, a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia iniciou o processo de articulação das ações de vigilância em saúde e organização da rede de atenção desde janeiro de 2020, visando preparar resposta coordenada para enfrentamento da possível ocorrência de casos na Bahia.
Na Bahia, o primeiro caso foi confirmado em 06/03/2020, nove dias após a confirmação do primeiro caso do Brasil, que ocorreu em 26/02/2020. A partir de então, já foram confirmados 246 (3,8%) casos, dentre o total de 6.443 notificados, com descarte de 1.763 (27,4%) casos por critério laboratorial. Permanecem em investigação epidemiológica 4.434 (68,8%)
O grande aumento dos casos em investigação deve-se à liberação no dia 31/03, pelo MS, do acesso ao novo banco e-SUS VE, para visualizar os casos notificados entre 27 e 31/03 que estavam inacessíveis.
Os casos notificados obedecem às definições de caso suspeito, conforme orientações do Ministério da Saúde, que foram sendo modificadas ao longo da evolução da epidemia e conforme estágio de transmissão em cada território. Atualmente, a Bahia e todo o país já se encontram no estágio de transmissão comunitária. Desse modo, a distribuição das notificações por dia, apresentam crescimento importante a partir de 09/03/2020. Ressalta-se que há 42 casos sem informação da data do início dos sintomas.
O que é o COVID-19 (Novo Coronavírus)
Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (SARS-CoV-2) foi descoberto em 31 de dezembro de 2019, após casos registrados na China, e provoca a doença chamada de COVID-19.A maioria das pessoas é infectada com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os sinais e sintomas do coronavírus são principalmente respiratórios, se-melhantes a um resfriado. Podem, também, causar infecção do trato respiratório inferior, como as pneumonias. No entanto, o novo coronavírus (SARS-CoV-2) ainda precisa de mais estudos e investigações para caracterizar me-lhor os sinais e sintomas da doença.
Prevenção
Devem ser adotados cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas. Algumas medidas são: Lavar as mãos  Evitar contato com pessoas gripadas Usar lenço descartável Cubra nariz e boca ao tossir e espirrar Evite tocar nos olhos, nariz e boca Mantenha ambientes ventilados

Deixe uma resposta