Juspopuli e Prefeitura Municipal de Morro do Chapéu realizam Seminário sobre Direitos Humanos!

O Seminário Direitos Humanos – Associativismo e Cooperativismo realizado pelo Juspopuli – Escritório de Direitos Humanos, em parceria com a Prefeitura Municipal de Morro do Chapéu, começou na manhã de hoje (16.01), na Casa da Arte, Centro de Morro do Chapéu.
Com dois dias de evento, que se estende até amanhã (17.01), o Seminário Direitos Humanos conta com participações de especialistas, representantes de diversas associações, de comunidades quilombolas, membros de coletivos populares e demais profissionais de áreas afins.
Doutora em Direito e presidente do Juspopuli, Marília Lomanto, explica que o Escritório de Direitos Humanos chama as pessoas, empodera, faz mediação de conflitos e ajuda o sujeito a ser protagonista das suas próprias histórias. “Você transforma a realidade através de estratégias de resistência. E temos o compromisso de construir pensamentos. Estamos oportunizando discussões sobre direitos em um mundo contemporâneo que tem uma conjuntura política adversa”, afirma Lomanto.
Já a secretária Municipal de Cultura e Turismo, Normélia Borges, conta que o evento chega a Morro do Chapéu em um momento bastante oportuno. “A nossa democracia está tão fragilizada; estamos passando por tempos delicados e são nessas horas, principalmente, que a gente percebe a importância de nos reunirmos e de lutarmos pelos nossos direitos que estão sendo violados de todas as formas”, lamenta Normélia.
Sirlene Melo, que é pós-graduada em Gestão de Pessoas por Competências (UFBA); Diretora de Projetos da Associação de Produtores Remanescentes de Quilombo de Queimada Nova (APRQQN),e Diretora Técnica de Acompanhamento das Associações no Município de Morro do Chapéu, disse que a mobilização está sendo feita e chama atenção para a participação de mais associados nos espaços públicos de poder. “Além da importância de participar de encontros nesses espaços, é importante também participar de editais; ter o histórico da associação atualizado e manter a documentação em dia” explica Sirlene.
Gil Almeida, Diretor de Turismo Rural de Morro do Chapéu e representante da Comunidade de Lagoinha, concorda com Sirlene. Em sua fala na mesa de abertura do Seminário, Gil ressaltou a necessidade da maior interação entre associados e poder público, e vice versa. “Os direitos são nossos, precisamos dialogar mais, entender cada situação e crescer de forma coletiva. Gostaria que hoje, aqui, o número de representantes de associações fosse bem mais expressivo”, relatou Gil.
É importante ressaltar que todos os projetos sociais que as associações podem concorrer trazem benefícios para as comunidades, a exemplo de segurança alimentar, empoderamento da mulher e geração de emprego e renda.
Confira a seguir a programação do Seminário Direitos Humanos – Associativismo e Cooperativismo para esta sexta-feira dia 17.01.2020:
8h –Economia Solidária, Associativismo e Cooperativismo.
Albene Piau –Licenciada em Pedagogia, com experiência na área de Educação e Gestão Pública, com ênfase em formação, planejamento estratégico, economia solidária, educação popular e artesanato.
12h –Almoço
14h –Associativismo e Cooperativismo: princípios, objetivos, normas e experiências.
Moisés Inácio Rios –Especialista em Gestão de Cooperativa e Gestão de Recursos Humanos, graduado em Administração.
17h –Avaliação, entrega de certificados.
Local: Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, Praça Augusto Públio, S/N, Centro, Casa da Arte, Morro do Chapéu.

Deixe uma resposta