Posto de Vigília 185: O que é a Teoria da Conspiração!

O  QUE  É  TEORIA  DA  CONSPIRAÇÃO?  –  Essa expressão, hoje corrente na Mídia mundial de informação, tem um sentido modesto e nada significativo, que serve apenas para “disfarçar” a idéia de um perigo, de algo maior, que pode trazer ameaça ao SISTEMÃO que sustenta nossa civilização. Que é nosso SISTEMÃO? É tudo isso que nos cerca, todas as Instituições, políticas, sociais, econômicas, científicas, financeiras, culturais e – por que não dizer? – sobretudo religiosas. Dizemos que esse Sistemão é sumamente frágil, personificando muito bem aquela bíblica estátua de ouro com pés de barro. Os ambientalistas de hoje repetem sempre esse refrão, bastando uma notícia de jornal para vermos que uma simples ventania, uma chuvarada maior ou o incontrolável escape de gás carbônico dos veículos, pode por em risco letal a vida de cidades inteiras. Não falamos aqui em outros riscos bem maiores, tais como o aquecimento ou degelo planetário, a presença de Seres alienígenas na Terra, o maldito estoque de armas atômicas das grandes potências e por aí vai… Os estudiosos da nossa História, desde longas datas, sabem que grandes civilizações já houve em nosso planeta e seus restos jazem enlameados no fundo dos mares. Falamos da Atlântida, mas houve, também, uma Babilônia, a Suméria, os impérios romano, persa, macedônio e deles só nos restam lembranças. Parece até uma “rotina cósmica” esse nascer, crescer e morrer das civilizações, como algo necessário nos sistemas de evolução, de reciclagens e metanóias (mudança de consciência), a fim de irmos eliminando o Mal e buscando aprimorar o Bem. Um fenômeno que a muitos passa despercebido é que as modernas sociedades humanas se debatem hoje com problemas inquietantes, seja de ordem física ou de ordem moral e espiritual, face ao uso de drogas, de crimes, de suicídios e outras formas de desintegrar a família humana, seja o núcleo familiar, sejam nações inteiras, mostrando que algo está errado, que nos falta um elemento unificador, seja o amor, a paz, a justiça e as formas de governo, de educação e comportamentos vários, até as leis injustas e o fator espiritual com tantas opções que se chocam e até se digladiam em guerras. Face a esse estado de coisas, muitos já alimentam a ideia de que Algo deve acontecer para por tudo nos eixos e criarmos um mundo de união e de justiça, o que é clamado e proclamado pelos amantes das profecias e mesmo previsões de grandes ambientalistas conhecidos do mundo inteiro. E quando falo, aqui, de Profecias, é porque elas prevêem drásticos acontecimentos que podem por em risco todo o Sistema arduamente construído, mas pouco evoluído e, precisando para isso, de uma “terceira força” para romper o já frágil equilíbrio das coisas e criar uma outra opção de vida, livre de erros e injustiças hoje tão comuns. As profecias anunciam a vinda dessas mudanças drásticas, porém o Sistemão logo criou um “paliativo” para amenizar o perigo e até afastá-lo da cabeça dos mais céticos e/ou otimistas. Hoje, qualquer menção a fatos apocalípticos, a intervenções externas ou a segredos guardados por governos e “contatados”, logo tudo é minimizado como “teoria da conspiração”, por mais ostensiva e óbvia que seja a notícia. Num próximo artigo, vamos olhar esse fato sob outras perspectivas.

            Alonso Valdi Regis

            Morro do Chapéu BA   22.Dez.2019

            alonsovregis@gmai

Deixe uma resposta