Posto de Vigília 182: Conhece-te a Ti Mesmo!

CONHECE-TE A TI MESMO – Afirmação esotérica dos meios gnósticos e recomendada pelos sábios de todos os tempos. No portal do antigo Templo de Delfos, na Grécia clássica, estava escrito, na língua grega: “Gnote sé autón”, lembrando o auto-conhecimento (o conhecimento de si mesmo), a forma infalível de nos elevarmos aos planos da sabedoria e dos “mágicos poderes”. Nossa ciência objetiva já esgotou suas buscas no reino da Matéria e agora aparecem os estudiosos do Ser integral, ou seja, o universo belo e complexo que se estende para dentro de nós. Nosso corpo físico é frágil e transitório, mas esconde sob seu véu, outros corpos dimensionais, como o corpo vital, baseado na Aura e nos chakras, o corpo emocional, o corpo mental e além desses, um corpo de elevadíssimas frequências, chamado Espírito,  nossa pérola central que nos liga diretamente a uma Consciência universal, comumente chamada Deus. Este é o nosso objetivo final a atingir. Quem se conhece a si mesmo, domina essas leis e será como os “Anjos do céu”, como lembrou Jesus, o mais sábio dos sábios que já estiveram nesta Terra. Também Ele disse que nosso corpo é o “templo do Espírito Santo”, forma daquela época para mostrar que nossos corpos internos são regidos por Energias especiais, que se ativadas e praticadas nos elevarão ao estado de unificação com o Pai, como foi dito na bela parábola do Filho Pródigo, mostrando o filho que abandona a casa paterna, vaga pelo mundo, sofre e se humilha, até que “entrando em si”, resolve voltar para onde estava e é recebido com festa pelo Pai. Hoje já existem bons livros e bons palestrantes, mostrando essa nova Fisiologia interna, que une nossos corpos materiais ao nosso Ser interno, o refinamento de nossas energias, despertando nossos poderes de comandar a matéria, o tempo, o espaço e tudo o que nos cerca. Essa será a base de uma nova religião – a religião cientifica de que falam os filósofos do Espírito, o novo modelo de ligação do homem com Deus, firmado na Visão que substitui a Fé. Paulo de Tarso era um iniciado que soube dizer isso quando escreveu “Ainda estamos no tempo da Fé e não da Visão”.  E aí se abrirão as portas para outra grande previsão de que “haverá um só rebanho e um só pastor”, porque a Fé se transforma em ciência e o pastor será o Deus único. (Esse artigo mostra um novo conceito da Salvação tão almejada).

          Alonso Valdi Regis

          Morro do Chapéu (BA), 15.Out.2019

Deixe um comentário