Morro do Chapéu ingressa nas metas de sustentabilidade da ONU!

Famoso por suas cachoeiras e trilhas paradisíacas, que atraem amantes do ecoturismo de todo o mundo, o município de Morro do Chapéu (cerca de 400 km de Salvador) está próximo de se tornar referência em sustentabilidade na Bahia. É que na quinta-feira (6/12), durante o evento Morro do Chapéu 2030, a cidade adotará oficialmente os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU).

OS ODS são 17 indicadores no âmbito do desenvolvimento sustentável adotados pelos países signatários da ONU em 2015, ano em que expirou o prazo de cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM). As novas metas globais, que irão vigorar até 2030, incluem, por exemplo, a erradicação da pobreza, acesso ao saneamento básico e à energia renovável.

Durante o evento de quinta-feira, que será realizado na Casa da Arte, a partir das 16h, o prefeito de Morro do Chapéu, Leonardo Dourado, assinará o decreto que cria a Comissão Municipal para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. A ocasião, que contará com representantes do poder público, setor privado, das universidades e da sociedade civil organizada, também ficará marcada pela criação do Instituto Tecnológico de Morro do Chapéu (ITMC).

“Nosso intuito é verdadeiramente implementar ações concretas de políticas públicas para que esta agenda seja a meta a ser perseguida com afinco até 2030, garantindo que Morro do Chapéu faça a sua parte por um mundo melhor” – Leonardo Dourado, prefeito de Morro do Chapéu

Desenvolvimento

O secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Morro do Chapéu, Roque Fraga, ressalta que o ingresso do município no contexto dos ODS tem grande importância em nível local, nacional e mundial. “O município passa a ser inserido em uma agenda internacional de desenvolvimento sustentável. Esse tipo de iniciativa contribui para mostrar o que temos de melhor, como o nosso capital natural e humano”, acrescenta.

Na mesma linha, o secretário municipal de Administração, João Gomes Neto, observa que não se fazem ODS sem uma gestão eficaz. “Temos implementado uma agenda forte para tornar Morro do Chapéu um município apto a esse grande projeto mundial da ONU.”

Nos últimos anos, o município de cerca de 37 mil habitantes, segundo dados de 2017 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), atraiu investimentos no setor de energia renovável, como o Parque Eólico Morro do Chapéu Sul, administrado pela companhia italiana Ennel. “A produção de vinhos e alimentos orgânicos também tem merecido destaque”, pontua Neto.

Produção de Morangos em M. do Chapéu!

Mandala

Com a adesão aos ODS, Morro do Chapéu poderá integrar a Parceria Pelo Desenvolvimento Sustentável, programa da Associação Brasileira de Municípios (ABM) que auxilia os gestores municipais na implementação das metas globais.

Proposta semelhante tem a Mandala ODS, um aplicativo da Confederação Nacional de Municípios (CNM) que possibilita tanto aos administradores das cidades, quanto aos demais cidadãos, diagnosticar, monitorar e avaliar o desempenho quanto ao nível do alcance da Agenda 2030 por meio de quatro dimensões: institucional, econômica, ambiental e social.

Geoparque

Outro projeto em andamento que deve potencializar a imagem do município em nível mundial, até 2020, é a criação do Geopark Morro do Chapéu, que terá foco na preservação dos ativos paleontológicos, naturais e culturais da Chapada Diamantina. A iniciativa está ligada a pelo menos três dos ODS: Cidades e Comunidades Sustentáveis (ODS 11); Proteção a Vida Terrestre (ODS 15) e Implementação de Parcerias (ODS17).

Atualmente existem 140 geoparques reconhecidos pela Unesco em 38 países. O Geoparque da Chapada do Araripe, no Ceará, é o primeiro do Brasil e único das Américas. Dessa forma, o Geopark Morro do Chapéu será pioneiro na Bahia e o segundo do País. “Nossa candidatura está cumprindo as etapas com planejamento estratégico, o que inclui ações e metas e uma coordenação própria ligada a Secretaria de Turismo. Os ODS são um elo importantíssimo para unir forças nesse processo”, observa Fraga.

Diretor do World Watch Institute (WWI) no Brasil, Eduardo Athayde abordou a importância dos geoparques em artigo publicado no CORREIO em 23 de novembro. “Envolvendo e reeducando a comunidade para reinterpretação dos seus ativos paisagísticos e ambientais, geoparques atraem os conceitos inovadores da economia circular, gerando novas riquezas e rendas.”

Educação

Assegurar a educação inclusiva, equitativa e de qualidade é o que estabelece o ODS nº 4. Nesse sentido, Morro do Chapéu se destaca por meio do projeto Aluno Nota 10, idealizado pelo empresário Luciano Barreto e desenvolvido em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, juntamente com comerciantes locais.

Funciona assim: os alunos que obtém as melhores médias escolares e os menores números de faltas são premiados em uma cerimônia que conta com a presença de autoridades locais e da comunidade morrense. Os professores e diretores também são agraciados. Realizado há dez anos, o projeto já premiou mais de 500 alunos e reduziu a evasão escolar a zero em pelo menos oito escolas.

A última edição do Aluno Nota 10 foi realizada no último sábado (1º/12) e teve como vencedora a estudante Beatriz Carvalho Valois, da Escola Fidelina Rocha Cezar, do distrito de Fedegosos. A jovem, que simboliza o futuro sustentável de Morro do Chapéu, tem o sonho de ser médica.

A estudante Beatriz Carvalho Valois, da Escola Fidelina Rocha Cezar, do distrito de Fedegosos, foi a vencedora da última edição do Aluno Nota 10

 

Conheça os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável:

1) Erradicação da Pobreza;

2) Fome Zero e Agricultura Sustentável;

3) Saúde e Bem-Estar;

4) Educação de Qualidade;

5) Igualdade de Gênero;

6) Água Potável e Saneamento;

7) Energia Limpa e Acessível;

8) Trabalho Decente e Crescimento Econômico;

9) Indústria, Inovação e Infraestrutura;

10) Redução das Desigualdades;

11) Cidades e Comunidades Sustentáveis;

12) Consumo e Produção Responsáveis;

13) Ação Contra a Mudança Global do Clima;

14) Vida na Água;

15) Vida Terrestre;

16) Paz, Justiça e Instituições Eficazes;

17) Parcerias e Meios de Implementação.

Agenda 2030

 

SERVIÇO

O que: evento Morro do Chapéu 2030

Quando: Quinta-feira (6/12)

Horário: 16h

Local: Casa da Arte, Praça Augusto Públio, Centro de Morro do Chapéu.

Palestrantes: Leonardo Dourado (prefeito de Morro do Chapéu), Eduardo Athayde (diretor do WWI no Brasil), Roque Fraga (secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável), Marcus Calheira (representante da Secretaria de Governo da Presidência da República), Durval Mello (superintendente de Educação Profissional da Secretaria Estadual de Educação), Eduardo Guimarães (coordenador de Desenvolvimento Territorial e Geoturismo do Geopark Araripe), Taíse Barreto (secretária municipal de Educação) e Dalmy Souza (presidente do Conselho do Instituto Tecnológico de Jacobina).

 

Deixe uma resposta