Em Prosa e Verso Nonoi Escreve: Morada da Vida!

MORADA DA VIDA
Por Noedson Valois

Na morada da vida, onde moram os momentos.
Há dor, sofrimentos, tristezas, alegrias…
Há noites; há dias…Na morada da vida – onde quero estar.
Na morada da vida, é que quero morar.

Na morada da vida, há chegada e há partida.
Há subida e descida…Há descanso e cansaço.
Há sorrisos e abraços.
Da morada da vida, quero usufruir.
Nem abra a porta…Não quero sair.

Na morada da vida, quanta coisa há nela!
Há portas; janelas…Há entrada e saída.
Quanta beleza contida na morada da vida!
Vejo pela janela.
Sou também morador…Eu também moro nela.

Na morada da vida, há a fome e a comida.
Há lazer e há lida; há saúde e doença.
Há a crença e a descrença na morada da vida – Onde mora o meu ser.
Nem ponha a escada…Não quero descer.

Na morada da vida, a saudade também mora.
Do que foi embora…Do que se perdeu.
Mas há um lugar todo meu na morada da vida – onde o tempo é o agora.
Deixe-me aqui…Não quero ir embora.

Na morada da vida, mora a desilusão.
Também há frustração…Mas habita o prazer.
Feliz por merecer a morada da vida – que foi feita pra mim.
Nela hei de morar, té que chegue o meu fim.

Na morada da vida, é onde mora a existência.
Há paz e há turbulência na morada da vida.
Mas que bom que mereço!
É aqui o endereço da morada da vida…É neste lugar.
Abramos a porta…Precisamos entrar!

Deixe uma resposta