Posto de Vígilia 164: O Grande Mistério da Data Bíblica “Três Anos e Meio” 3ª Parte!

O GRANDE  MISTÉRIO  DA  DATA  BÍBLICA “TRÊS ANOS E  MEIO” – 3ª parte  –

Nessa importante profecia bíblica relativa aos tempos atuais, explicamos o significado da misteriosa data de “três anos e meio”, citada por Daniel e repetida por diversas vezes no Novo Testamento bíblico. Essa data é identificada como  “A Abominação da Desolação”, como sendo um período de suma gravidade, ao qual JESUS no Sermão Profético disse que “se esses dias não fossem abreviados, nenhuma Alma se salvaria. Mas em atenção aos escolhidos, aqueles dias serão abreviados”… Então explicamos que um Astro estranho, chamado  “estrela Absinto” (Apo 8-11), entra no nosso sistema solar, ancorando numa órbita entre Marte e Júpiter e aí fica girando pelo tempo indicado na profecia, fato já acontecido na Lemúria e na Atlântida. A finalidade desse acontecimento é reciclar a vida planetária, assim como se lê no Gênese por ocasião do dilúvio universal, quando também esse mesmo astro passou por aqui. Na literatura especializada que trata desses assuntos, se esclarece que essas operações  são rotineiras na chamada “engenharia sideral”, com seus avançados mecanismos que movem astros, montam sistemas planetários e solares, assim como nós construímos nossas casas, estradas etc.. Nossa Astronomia mostra que todos nossos planetas têm seus eixos inclinados e órbitas assimétricas em torno do sol, resultado de imensos campos gravitacionais girando dentro do nosso sistema. Daí Jesus ter dido que “os poderes do céu serão abalados”.  Também a afirmação de que “haverá um novo céu e uma nova Terra” se refere a esse mesmo fato da presença estranha de um corpo celeste que passa próximo à Terra, alterando sua órbita, seu eixo de rotação e, sobretudo, deslocando massas oceânicas que alteram nossa geografia, fato também descrito nas páginas do Livro da Revelação (apocalipse).  E como conclusão desse trabalho, resta-nos saber que há um plano de evolução para a humanidade terrestre, há um cronograma para esse plano e uma cobrança para esse plano. Nosso proclamado “livre-arbítrio” esbarra nesse Plano e daí por diante entra em jogo o Plano Maior que sempre restaura a Lei e a Ordem do Cosmo. Eis o que aprendemos nas escolas da filosofia perene, hoje disponível para quem quiser ler e aprender. Paz para todos!

                         Alonso Valdi Regis

                         Morro do Chapéu (BA) 31.Jul.2018

                         alonsovregis@gmail.com

Deixe uma resposta