casa do pao

Projeto promove criação de galinha caipira!

O projeto da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA) fortalece a estrutura, a logística e a conservação produtiva do sistema de criação de galinhas caipiras.

Segundo a zootecnista e chefe do Departamento de Desenvolvimento de Pecuária (DDP) da empresa, Isa Porto, o incentivo à avicultura caipira familiar, com o uso de tecnologias específicas e assistência técnica, garantirá suporte aos produtores.

Para implantar criatórios que impulsionem a exploração da atividade no semiárido da Bahia, a criação de galinhas caipiras em comunidades rurais é mais uma alternativa de atividade para melhorar a renda de agricultores familiares.

Em regiões mais vulneráveis de adversidades climáticas, os animais podem servir como fonte de renda, por meio da venda da carne e de ovos, e de alimentação para os criadores.

Com esse projeto, a EBDA pretende proporcionar um aumento de 400 toneladas na produção de carne, e de 562 mil dúzias de ovos caipiras, no primeiro ano do projeto.

 A criação das aves será dentro do sistema semi-intensivo, no qual os animais ficam soltos durante o dia, no piquete, e são recolhidos à noite, no galinheiro. Este sistema é ideal para a produção de alimentos saudáveis e atende ao consumidor que procura por estes produtos.

Técnicos da EBDA responsáveis fazem a instalação dos criatórios e treinamentos para orientar os agricultores familiares sobre o manejo alimentar e sanitário dos animais.

A Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) prestada por meio de visitas aos estabelecimentos rurais é uma das principais atividades.

“Nas instruções alia-se rigorosamente tecnologia para um bom desempenho da atividade e a correta instalação de galinheiros e piquetes, e também de bebedouros, comedouros e ninhos, necessários para a criação de galinhas”, explica o médico veterinário, Genival Magalhães.

A previsão é que sejam atendidas dez mil famílias, até dezembro, em 50 municípios no estado. Oito mil criarão aves de corte e duas mil, de postura, para produção de ovos de boa qualidade.

Para cada família, a empresa disponibilizará 25 pintos. No total, serão distribuídos 50 mil pintinhos de postura e 200 mil de corte, além da disponibilização de insumos - ração, vacinas, bebedouros e comedouro.(Tribuna da Bahia)

Share

Comentar


Código de segurança
Atualizar

© Morro Notícias - Morro do Chapéu - Bahia - Brasil | By Plano a - Agência Web